3

Coloco esta perguntar depois de ler:

Uma premissa básica é que um signo é a relação entre um significante e um significado. É isto que dá a riqueza da língua, uma vez que as mesmas palavras (signos) podem ter muito diferentes significados dependendo do contexto em que estão envolvidas.

Quando eu pergunto algo tão simples como "de que maneira eu devo traduzir cadeira pra o inglês, a minha tendência natural seria responder "chair" mas cadeira também pode ser, por exemplo, uma "disciplina que se ensina numa aula".

A resposta que eu daria resultaria em algo como "*The chair I'm attending in college is Programming Level I", claramente o que não se quer. O mesmo acontece com o exemplo "curtir" vs "perar".

Curtir pode ser "ficar" no sentido de "romance" e perar... Nem sei o que pode ser perar, para ser sincero mas chutaria "esperar", o que não tem sentido em relação à primeira palavra.

Então começam os comentários e os troca-comentários a pedir mais esclarecimentos, etc...

Na minha opinião, este tipo de perguntas com tags como , não deveriam ser aceites sem um exemplo claro na pergunta que permitisse perceber o sentido.

Exemplo:

Na frase "When you zoom in you take a crop of a portion of the scene and make it take up the whole image.", eu traduziria zoom como aproximar. No entanto, não tenho certeza sobre esta tradução, pois mesmo usando ferramentas de edição de imagens em português, o termo estrangeiro é adotado.

Ou

Tomando como exemplo as frases "O gajo curtiu com a rapariga no carro." e "O cara perou a mina no carro.", não consego entender qual a diferença entre curtir e perar. Sempre pensei que fossem a mesma coisa mas afinal não.

Daí pergunto, estamos abertos a aceitar perguntas sobre vocábulos ou traduções sem exemplos claros ou deve-se exigir que as mesmas sejam editadas e os mesmos adicionados?

  • 1
    Eduardo concordo contigo a 100 porcento, é necessário contexto nesse tipo de perguntas, senão mais vale fechar. Eu não as fecho porque não quero impor a minha vontade como moderador, mas se valesse só como um voto, de certeza que votava para fechar até que editassem a pergunta. Atenção que eu não me estou a referir a nenhuma das perguntas em particular, mas sim nesse tipo de perguntas no geral. – Jorge B. Sep 15 '16 at 20:26
  • 1
    @JorgeB. Mas tu tens o poder de colocar a pergunta "on hold" e pedir ao OP que a refaça acrescentando aquilo que tu consideras estar faltando. Se ele não o fizer num prazo estipulado por ti, então fecharias a pergunta.. O moderador não deve se preocupar com o fato de estar ou não "impondo sua vontade", mas sim em fazer aquilo que realmente acredita ser a melhor conduta de acordo com o regulamento geral do SE. – Centaurus Sep 18 '16 at 17:59
  • 1
    @Centaurus aconselho que dê uma lida nisto: stackoverflow.blog/2009/05/a-theory-of-moderation – Jorge B. Nov 8 '16 at 17:11
  • @JorgeB Caberia ainda uma lida nisso: meta.stackexchange.com/help/how-to-ask. Já que existe uma generalização sobre as ações do moderador (embora o artigo seja de 2009 e talvez precise de atualizações), também seria legal seguir essas diretrizes, o que não está sendo seguido na prática, na minha opinião, quando aceitamos perguntas como tradução de let's *e *razor blade (esta última respondida por mim, inclusive). – eightShirt Nov 11 '16 at 19:00
  • @eightShirt a pergunta não tem um voto sequer para fechar, porque é que eu a fecharia? Se a comunidade aceita bem esse tipo de questões quem sou eu pra discordar? Além disso e como opinião pessoal não me parece um simples pedido de tradução. Até porque o autor da pergunta sabe o significado. – Jorge B. Nov 11 '16 at 19:06
  • @JorgeB. eu não falei em fechar. Falei que não está sendo seguido na prática. Quantos usuários nós temos que podem pedir closevote? Uma questão que citei não tem sugestão alguma. A outra tem as sugestões, mas uma simples pesquisa, na minha opinião, já ajudaria. – eightShirt Nov 11 '16 at 19:57
  • Uma pergunta minha está sendo questionada neste tópico, por exemplo. E você pode não ter recebido pedido de closevote porque os membros que não gostaram não têm reputação para isso. E mais: nós vamos pela comunidade ou pelas diretrizes sugeridas do SE? Você foi questionado por um membro da comunidade, aí citou as diretrizes. Eu citei diretrizes, você argumentou que a comunidade aceita. Quanto mais claro isso estiver, melhor para todos... – eightShirt Nov 11 '16 at 20:08
  • @eightShirt só são necessários 250 pontos para fechar uma pergunta. As directrizes sugeridas pela SE são mesmo essas, a de me abster o máximo possível: "A lot of the moderation work is mundane: deleting obvious spam, closing blatantly off-topic questions, and culling some of the worst-rated posts on the site. The ideal moderator does as little as possible, but those little actions may be powerful, visible, and highly concentrated.". – Jorge B. Nov 14 '16 at 10:31
  • 1
    @eightShirt se achar que alguma pergunta merece discussão, seja porque motivo for, pode abrir aqui uma discussão no meta sobre o assunto, é para isso que o meta serve, para que a comunidade possa discutir os assuntos do site principal. – Jorge B. Nov 14 '16 at 10:36
1

Na minha opinião, não.
Não devemos estar abertos a aceitar perguntas sobre vocábulos ou traduções sem exemplos, e devemos exigir que as mesmas sejam editadas e os exemplos adicionados.

Mas o on-topic e off-topic não é uma questão preta-e-branca, é uma escala de cinzentos.

  • Mas a questão é mesmo sobre a exigência ou não dos exemplos para contextualizar. – Eduardo Fernandes Sep 27 '16 at 11:35
  • @EduardoFernandes E eu disse que não quero aceitar essas perguntas, quando não tenham exemplos. Não percebo como a minha resposta pode não responder à pergunta. Podes clarificar? – ANeves Sep 27 '16 at 12:43

You must log in to answer this question.

Not the answer you're looking for? Browse other questions tagged .